Educação : Projeto “ Escola no Campo “ é finalizado

Educação : Projeto “ Escola no Campo “ é finalizado

Publicado sexta-feira, 24 de novembro de 2017

A Prefeitura, por meio da Diretoria de Educação e a empresa Syngenta em parceria com a Fundação Abrinq encerraram o projeto “Escola no Campo” em Guaíra”.

O projeto ocorreu com os alunos do  Cecons (Centro de Educação Continuada) José Pugliesi Júnior , Padre Mario Lano – Inovação e  Vera Vitalli.

O objetivo principal do projeto foi à promoção e proteção dos direitos de crianças e adolescentes e ao desenvolvimento sustentável do Meio Ambiente.

Os trabalhos apresentados abordaram assuntos sobre: Reciclagem, cidadania, ecossistema, sustentabilidade e cadeia alimentar Além de  produção de desenhos e frases, pelos alunos, relativos ao tema. O aluno Luis Gustavo Ramos foi autor da frase ganhadora “O Homem domina a natureza, mas a natureza mostra que é ela quem manda”. Demais alunos também foram destaques com desenhos mais originais sobre o conceito de sustentabilidade.

De acordo com o diretor municipal de educação, Renato Moreira, projetos iguais a esses  despertam novos interesses ás crianças e adolescentes, “ projetos como   “Escola no Campo” e “Jovens Empreendedores Primeiros Passos” que estaremos implanto a partir de 2018 nas escolas municipais  abrem um  leque de conhecimentos e informações tornando nossas crianças e  adolescentes  multiplicadores como também oferecendo oportunidades para que um futuro próximo possam vir se interessar por profissões relacionadas as áreas” comentou.

A Engenheira Agrônoma da empresa Syngenta e representante em Guaíra ,  Marianne Rocha Souza, ressalta que as crianças são primordiais nesse processo de conscientização e preservação do meio ambiente. “A Syngenta e Abrinq buscam orientar, informar e ensinar desde pequeno o que é correto, porque esse trabalho vai refletir no futuro delas”, explicou.

O prefeito José Eduardo enfatizou, “esta parceria da Prefeitura com a Syngenta e a Abrinq é um diferencial na educação, pois funciona de maneira preventiva e além de cumprir a função pedagógica, também atua na conscientização da comunidade escolar acerca das questões ambientais, no combate à evasão escolar e cidadania”, concluiu.