Guaíra  está na 16ª posição no ranking de acesso a saneamento básico

Guaíra  está na 16ª posição no ranking de acesso a saneamento básico

Publicado quinta-feira, 14 de junho de 2018

Guaíra  foi classificada em  16ª posição  entre as cidades de até 100 mil habitantes  do Brasil na categoria rumo universalização do acesso aos serviços de abastecimento de água, coleta de esgoto, tratamento de esgoto e coleta de resíduos sólidos. É o que aponta ranking divulgado pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES).

A categoria de pontuação mais alta (Rumo à universalização) possui os melhores indicadores, em todos os serviços. A pontuação média da categoria, para os portes pequenos e médios, é de 494,35 pontos. Apenas 51 municípios do país alcançaram esse escore

Guaíra está inclusa entre 51 cidades de pequeno e médio porte ( até 100 mil habitantes)   O ranking avaliou nesta edição 1.894 municípios de todas as regiões do país, o que corresponde a 34% do total e 67% da população do país. O levantamento reuniu os últimos dados disponibilizados pelo Sistema Nacional de Informações de Saneamento, do Ministério das Cidades.

O levantamento apresenta o percentual da população das cidades brasileiras com acesso aos serviços de abastecimento de água, coleta de esgoto, tratamento de esgoto, coleta de resíduos sólidos e o quanto desses resíduos recebem destinação adequada.

Os municípios foram divididos em 4 categorias, segundo a pontuação: rumo à universalização (80), compromisso com a universalização (201), empenho para a universalização (1342) e primeiros passos (271).

Entre as cidades da região, Guaíra   perde apenas para a cidade de Colina que está na 11ª posição  do ranking. As cidades de Orlândia e Ipuã que também foram classificadas estão em posições abaixo de Guaíra.

Segundo a ABES, a análise dos dados de sanemaneto e e de saúde mostram ainda que quanto maior o acesso aos serviços de água e esgoto, menor a incidência de internações por doenças relacionadas ao saneamento ambiental inadequado.

Guaíra, por meio do DEAGUA, inaugurado em  1968 ,  inicio-se o tratamento de água e esgoto , na década de 70  foi construído a  lagoa do Fogão, a primeira lagoa  de estabilização e nesses últimos 50 anos, todas as administração públicas tem  tido a preocupação permanente de oferecer um serviço de qualidade á população com tratamento de água e esgoto.