.

Acessibilidade

Aumentar Fonte
.
Diminuir Fonte
.
Fonte Normal
.
Alto Contraste
.
Libras
.
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Mapa do Site
.
Acesso à informação
.

De segunda a sexta-feira, das 10h às 16h

Meio Ambiente e Agricultura - Sexta-feira, 14 de Outubro de 2022

Buscar Notícia

Notícias por Categoria

Abelhas nativas são realocadas para o ambiente natural

Enxame de Arapuá foi retirado do ambiente urbano e realocado na natureza


Abelhas nativas são realocadas para o ambiente natural

Hoje, sexta-feira, 14 de outubro, o Departamento de Meio Ambiente e a Guarda Civil Municipal fizeram a realocação de uma colméia de abelhas Arapuá, uma espécie nativas, sem ferrão, no entanto que possuem quelíceras e podem aplicar dolorosas picadas, mesmo sem peçonha. 

A bióloga chefe do Meio Ambiente, Estefane do Nascimento Leoncini Siqueira comemorou a remoção, pois se trata de um procedimento inédito, a retirada de abelhas nativas no ambiente urbano, para realocação na natureza, em Guaíra. Nessa tarefa ela teve a ajuda dos GCMs: Rocha, Guirão e Ivair,  e do tratador do Zôo, Antônio.

A bióloga Estefane, que é especialista em abelhas, treinou os guardas municipais, que hoje podem atender a população que antes não era  assistida ao se deparar com este insetos, que em alguns casos podem ser fatalmente perigosos, porém são imprescindíveis para a manutenção da vida vegetal. No caso a abelha Arapuá é conhecida por ser polinizadora de frutas.

Na verdade as abelhas são responsáveis pela polinização de quase três quartos das plantas produtoras de alimentos do mundo. Em outras palavras, isso significa que elas são responsáveis por uma a cada três colheradas de comida. Sem abelhas, certamente, a produtividade da agricultura é fatalmente prejudicada, por não dizer impossível. Por isso que se faz necessário a realocação dos exames e não a erradicação.

No entanto a bióloga, Estefane alerta que os cidadãos ao se depararem com estes insetos em sua casas ou outro local do ambiente urbano, devem entrar em contato com a Defesa Civil, pelo telefone 199, porque algumas espécies, especialmente as africanizadas, podem ser letais para os seres humanos.

Facebook Twitter WhatsApp Imprimir

1163 Visualizações

Notícias relacionadas

Voltar para a listagem de notícias

.
.

Calendário de eventos

.
.

Acompanhe-nos

.
.

Município de Guaíra - SP.
Usamos cookies para melhorar a sua navegação. Ao continuar você concorda com nossa Política de Cookies e Políticas de Privacidade.