.

Acessibilidade

Aumentar Fonte
.
Diminuir Fonte
.
Fonte Normal
.
Alto Contraste
.
Libras
.
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Mapa do Site
.
Acesso à informação
.

De segunda a sexta-feira, das 10h às 16h

Idioma

Português

English

Español

Francese

Deutsch

Italiano

Meio Ambiente e Agricultura - Sexta-feira, 17 de Março de 2023

Buscar Notícia

Notícias por Categoria

Meio Ambiente e Controle, Serviços Urbanos e Controle de Vetores intervêm para resolver problemas na Mata do Taís

Nas últimas semanas ocorreram muitas reclamações acerca da Mata do Taís, uma reserva natural no ambiente urbano, elencando lixo nas suas margens e invasão de animais, como cobras, às casas circunvizinhas.


Nas últimas semanas ocorreram muitas reclamações acerca da Mata do Taís, uma reserva natural no ambiente urbano, elencando lixo nas suas margens e invasão de animais, como cobras, às casas circunvizinhas.

Desta feita, na manhã da sexta-feira, dia 17, o pessoal do Departamento de Meio Ambiente e membros da Unidade de Controle de Vetores estiveram no local e promoveram a limpeza das margens. E mais do que isso, a chefe do Departamento de Meio Ambiente, Estefane do Nascimento Leoncini Siqueira avaliou a situação e chegou a conclusão da necessidade de refazer o “aceiro”  nas margens da mata.

Aceiros são faixas onde a vegetação é completamente eliminada da superfície do solo. A finalidade é prevenir a passagem do fogo para área de vegetação, evitando assim queimadas ou incêndios. Por outro lado, no caso da reserva urbana, esta “faixa de terra nua” serve para conter o trânsito dos animais silvestres da vegetação nativa para os imóveis.

Além disso, o aceiro facilitará o trabalho das equipes de Controle de Vetores nas operações verificação e eliminação de criadouros de vetores. Neste quesito, a chefe da Unidade de Controle de Vetores, Aparecida Donizete Silverio de Oliveira, conclamou a população da imediações a evitar o descarte de qualquer tipo de detrito nas margens da mata.

“Os detritos descartados nas margens da mata se tornam habitat ideal para baratas, ratos, escorpiões e mosquitos. Pragas urbanas que são vetores de várias doenças”, complementou. Estas pragas vão afetar exatamente os moradores mais próximos da reserva.

MELHORIA

Para refazer o aceiro, o Departamento de Meio Ambiente necessita da autorização da Cetesb  - Companhia Ambiental do Estado de São Paulo. E tão logo o pedido seja autorizado, o pessoal e máquinas do Setor de Serviços Urbanos deve fazer a faixa protetora e, também, a supressão de árvores exóticas e as invasoras, para o plantio de espécies nativas.

“A nossa intenção é enriquecer a flora da mata com espécies nativas para oferecer um melhor habitat aos animais nativos. Esta reserva serve de moradia para um bando de bugios e, estes macacos se alimentam, principalmente, de folhas das árvores nativas da nossa região”, ressaltou Estefane.

380 Visualizações

Notícias relacionadas

Voltar para a listagem de notícias

.
.

Calendário de eventos

.
.

Acompanhe-nos

.
.

Município de Guaíra - SP.
Usamos cookies para melhorar a sua navegação. Ao continuar você concorda com nossa Política de Cookies e Políticas de Privacidade.